Capítulo final: O meu melhor amigo é o meu amor

Postado dia: 07 setembro 2011

“O que faz aqui?” foi a primeira coisa que eu ouvi da boca dele, e eu já esperava por isso, só não esperava que eu ficasse sem saber o que dizer. Na verdade, eu queria falar mil coisas, só não sabia por onde começar, então fixei meu olhar nele e nada mais. Fui chegando mais perto da cama e reparei melhor em todos aqueles equipamentos.
- Ei, o que faz aqui? – ele perguntou mais uma vez.
- Kevin.. – comecei a falar.
- Vai embora Tifany. Eu não quero que me veja assim. – ele implorou.
- Não vou embora. Vim para ficar com você e vou ficar, ora. – falei decidida.
- Tifany, me entenda, por favor...
- Kevin, entenda você de uma vez por todas. Eu te amo. Amo você mais que tudo. Se você não sente a mesma coisa por mim, eu entendo. Só não me negue sua companhia. Deixe-me ficar com você, por favor. – falei chorando.
- Tifany, não é nada disso. Você entendeu tudo errado.
- Eu sei que é, você fugiu de mim. Pensei que nunca mais fosse ver você Kevin, eu sofri. No momento eu não entendi o porquê daquilo tudo. Mas sua mãe me contou que você tá doente, as coisas fizeram mais sentido. Olha Kevin.. eu sei que não é fácil, mais eu tô do seu lado pra sempre...
- Tifany, Tifany...
Ele tentou me fazer parar de falar, mas continuei...
- A única coisa que eu realmente quero agora é que você agüente firme, você vai sair dessa. Eu..
- TIFANY, EU TE AMO!!!!!! – ele gritou.
Eu parei e o encarei.
- Você o que? – perguntei não acreditando no que tinha acabado de ouvir.
- Eu amo você. – ele repetiu devagar. – Sempre amei você Tifany, mas nunca pude falar nada. Nossa amizade era tudo o que eu tinha, e eu morria de medo de algo mudar entre nós. E naquele dia que fomos para praia, eu estava decido a te contar sobre minha doença, mais você me pegou de surpresa, fiquei desesperado e atordoado. Você sabe que eu vou morrer, isso é um fato que ninguém pode mudar e eu não podia fazer isso com você. Logo você, tão nova, tão bonita e com uma vida inteira pela frente. Por esses motivos que eu decidi vim embora. Sei que errei em não te falar, mas me entenda.. foi por amor, só por amor. – ele desabafou.
- Kevin, você não podia ter feito isso comigo. Fugiu de mim esses meses e eu não pude estar do seu lado quando você mais precisou de mim. Você não tinha esse direito. Sofri pensando que eu tinha acabado com nossa amizade, e como pode esconder esse amor de mim? - falei um pouco chateada.
- Me perdoa. Só te peço que fique comigo agora.. mais do que nunca preciso de você.
- Mas é claro que eu ficarei. Para sempre.
Abraçamos-nos por um longo tempo.
Alguns dias se passaram e a agonia e a esperança de boas notícias aumentava. Naquela tarde do dia 9 de julho de 2008, eu saí do quarto para tomar um café. Em volta eu percebi uma agitação no corredor do quarto do Kevin, logo a frente estava Dona Lúcia, já chorando. Por mais que eu já soubesse o motivo, eu não queria acreditar.
- Ele quer falar com você, minha querida. – Dona Lúcia me falou, quase sem voz.
Corri pelo corredor e entrei. Kevin estava á minha espera.
- Kevin..
- Tifany, não fale nada. Só me escute. Primeiramente, eu queria te agradecer por nunca ter me deixado sozinho. Obrigado por todos os momentos felizes que passei ao seu lado, por toda fidelidade e sinceridade. Desculpa se errei com você, mas como eu já disse, foi por amor. Quero que você seja muito feliz, que construa uma família e que acima de tudo, não chore por mim. A minha hora chegou, sinto meu coração parando e sangrando por ter que deixar você aqui. – ele pegou minha mão e continuou. – Eu vou sempre estar com você, não importa onde eu estiver.
Todas aquelas palavras me doíam muito, mas ao mesmo tempo eram meu único consolo. Abaixei-me e o beijei, foi nosso primeiro e último beijo, um beijo de amor eterno, um beijo de um amor sincero.
- Se cuida, minha menina. Eu amo você. – falou se despedindo.
Uma lágrima caiu do seu olho e a sua mão deslizou pela minha e caiu junto ao seu corpo.
- KEVIN NÃO ME DEIXE. POR FAVOR. NÃO ME DEIXE. EU TE AMO. VOLTA PRA MIM MEU AMOR.
Ele se foi. Os familiares me abraçaram e choraram junto comigo. Eu sei que ele tinha me pedido para não chorar, mas é inevitável.

Kevin, te vejo todos os dias, basta olhar pro céu e lá está você. Sinto você perto de mim todo tempo, eu sabia que você nunca iria me deixar sozinha. Eu te amo, e obrigada anjo!

Era assim todos os dias, o lado de fora da minha casa era meu lugar preferido agora. Meu amor pelo Kevin não diminuiu, mas eu não sofro como antes. O tempo cura tudo, só não faz esquecer. Um dia eu sei que eu vou reencontrá-lo e aí sim, vamos viver nossa história de amor.

Enfim, o último capítulo do conto. Esses conto tem um significado enorme na minha vida. Eu escrevi cada capítulo com todo amor e dedicação. Espero que esse capítulo emocione todos, do mesmo jeito que me emocionou. Queria agradecer aos meus leitores que sempre estão aqui.. Beijos ;*

27 comentários:

  1. Muito lindo teu blog! *-*
    Merece ser seguido! (:
    Beijos*:

    ResponderExcluir
  2. Que bacana ficou o conto Deyse, uma pena que o final não foi o que todos esperavam, né. Confesso que não li todos ainda, e como já havia prometido, rs, quero ver se tiro um tempinho que seja aqui pra dar uma conferida em cada um. No mais parabéns mesmo, pelo blog e pelo ótimo conto. Aguardo os próximos :l

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. ai Deyse, lind lindo o final, deu vontade de chorar, sério.

    Mas achei que eles tinham que ficar juntos, porém o amor durou além dos hojes, durou a vida inteira e além dela também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. E agora eu quero saber como tudo começou, tenho que ler os capítulos anteriores, flor.

    ;)

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oi lindona!
    Obrigada pela visita!
    Sinta-se sempre bem-vinda a participar dos meus cantinhos! :D
    Um ótimo restinho de semana, cheio de paz!
    beijão.

    ResponderExcluir
  6. muito lindo
    bj
    http://thecamilamorena.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. AAAAAAAHHHH! serio que é assim que acaba?
    chorei litros aqui

    ResponderExcluir
  8. Indiquei três memes para você responder!
    Se puder (e quiser) o link é este: http://migre.me/5EsAS

    Beijinhos, :*
    www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
  9. Simplesmente perfeito, amiga! Séculos para terminar o conto, mas valeu a pena. Não poderia ter ficado melhor *-*
    É ruim ter que matar alguém na história, mas as vezes é preciso e só quem cria os personagens sabe como da dó de ter que matar alguém.
    Ficou lindo demais o final *-* Parabéns!

    xx

    ResponderExcluir
  10. Não, eu não acompanhei a história mas gostei do ultimo capitulo. Só achei que você pulou muito rápido da declaração do amor de Kevin para a sua morte. Você poderia ter envolvido mais o leitor, prolongado mais os dias de amor entre os dois.

    Desculpa a minha crítica, mas só quero ajudar. E afinal de contas... tirando esse pequeno detalhe, adorei o seu blogger. Você tem muito talento. Parabéns.

    http://saiidademergencia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Amei o conto!
    Lindo demais, fiquei muito emocionada.
    E agora já tô ansiosa por outro. Você é incrível.

    ResponderExcluir
  12. Muito emocionante, quase chorei, o amor deles com certeza era verdadeiro, infelizmente na vida real isso é raro, achei lindo! Lindo! Lindo! Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi eu li o texto seu que foi publicado na atrevida, muito lindo mesmo, eu gostaria de saber como eu faço pra mandar um texto para eles avaliarem? Beijoss.

    ResponderExcluir
  14. Estou seguindooooo!
    Lindo teu blog *-*

    ResponderExcluir
  15. Ahh! Eu chorei lendo! Muito fofinho o seu conto! Está de parabéns, de verdade! *--*

    É assim mesmo, a gente some, mas nunca abandona o blog =)

    Beijoos ;**

    ResponderExcluir
  16. oh muito obrigado nada de especial as fotos , adoro o teu blog :o

    ResponderExcluir
  17. Amigaaa, vc matou o Kevin! Mas eu amei o final, sério. Ficou bem surpreendente, bem eu esperava que ele vivesse, mas mesmo assim gostei. Um beijo enorme minha flor :b

    ResponderExcluir
  18. Xii,tô vendo que terei perdidos para ler.HAUAHUAHAU.

    Lerei *___*

    ResponderExcluir
  19. Posso mandar a conta da caixa de lencinhos pra sua casa? (':

    ResponderExcluir
  20. Lindo lindo! :b

    Vim retribuir a visita lá no Blog. Desculpa a demora.
    http://brilhodosoool.blogspot.com
    ATUALIZADO, confiraaa!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  21. Desculpa a ausencia lindona, mas minha vida ta mto corrida ...
    Adorreeeeeeeiiiii, coisa linda!
    bjos

    ResponderExcluir
  22. O final foi realmente lindo *-*

    BJão =^.^=

    ResponderExcluir
  23. AMIGA, ATRASEI MAS CHEGUEI! ESTOU AQUI! MEU DEUS, COMO EU NÃO LI ISSO ANTES? ESTOU SURTANDO! Ao lembrar da nossa conversa no twitter (lembrei ao ver o parágrafo em que ela o chama de anjo), de como me falasses da história por trás disso, juro que senti lágrimas molharem meus olhos. Dey, está lindo. Está perfeito. Tu és ótima em passar sentimentos para palavras. E eu senti saudades daqui e dos teus textos. Um beijão E-NOR-ME, nos encontramos mais um dia desses no twitter hahaha,

    Nina (:

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim.♥

AVISO: Os comentários são moderados, só serão publicados após a minha aprovação.